terça-feira, 25 de novembro de 2008

Cesta de caranguejo com risoto de coco

Eu sei que tenho andado MUITO sumida aqui do blog. Foi mal galera. Foram uma série de acontecimentos nos últimos tempos. Amigos indo e vindo de Fortaleza, mãe e sogra durante 15 dias aqui em casa, o aniversário de dois anos do Davi e meu primeiro mês de estágio na Braverie. Tudo ao mesmo tempo, agora. Estou tentando ainda me adaptar com os novos horários, a ser mãe presente por bem menos tempo do que eu gostaria... e ainda cozinhar em casa de vez em quando para alimentar o blog, mas confesso que essa tem sido uma das últimas coisas que eu tenho feito. Mas olhem, as coisas estão começando a voltar pro seu lugar e eu prometo tentar postar com mais freqüência.

Enquanto isso, deixo para vocês o prato principal do jantar de ontem feito para receber meu querido irmão Jayme que veio a SP a negócios e o casal cheio de novidades Zé e Cris.

Cesta de caranguejo com risoto de coco, redução de shoyu e azeite de hortelã

Ingredientes

Risoto
5 copos americanos de arroz arbóreo
meia cebola picadinha
1 copo americano de vinho branco
caldo de legumes q.b.
1 copo americano de coco fresco ralado
100 ml de leite de coco
2 col. de sopa de azeite
sal q.b.
80g de manteiga
80g de queijo parmesão ralado
2 colheres de sopa de salsa picada

Cesta
A receita do caranguejo que usamos foi esta. Usei aproximadamente 600g de caranguejo e coloquei um pouco de tabasco.
1 pacote de massa folhada
1 gema de ovo

Para decoração
Shoyu q.b
Óleo de canola q.b.
1 maço de hortelã

Preparo:
Para o risoto basta seguir a receita básica (tá aqui uma colinha). Quando ele estiver quase cozido, acrescente o coco e o leite de coco e finalize normalmente com a manteiga, a salsa e o queijo ralado. Não esqueça de acertar o sal no final.
Para fazer a cestinha, basta dobrar a massa para que ela fique dupla, cortar com um aro redondo grande, untar o fundo (as costas) de alguns ramequins com óleo e envolver os fundos com a massa, formando uma concha. Pincele uma gema de ovo nas massas e ponha no forno até dourar. Retire com cuidado para que não quebrem e sirva com o caranguejo dentro.
Para a decoração é só reduzir o shoyu até que ele engrosse um pouco. E para o “azeite” de hortelã, basta branquear a hortelã, colocar em água com gelo por alguns segundos, espremer um pouco para retirar a água, bater no liquidificador com óleo, coar bem e voltar à panela por 10 minutos em fogo muito baixo (sem ultrapassar 80oC).



É isso. Espero que gostem.

5 comentários:

Leo disse...

Ficou uma delícia meu amor, e o melhor é que as cestinhas pareciam casquinhas de caranguejo, só que comestíveis. sensacional.

Bia Belliard disse...

Começa-se a comer com os olhos ! adorei ! bj

Luciana Macêdo disse...

Uma refeição perfeita, da escolha dos pratos à apresentação.
Bjs!

samira disse...

biaaaa
qt coisa acotenceu hein?
imagino a correria...
me diz uma coisa, vc tem alguma outra sugestão para acompanhar o arroz de côco? aqui em casa não entra frutos do mar por conta da alergia do marido... bom é isso. bjs. feliz pelas suas conquistas!

ah! vc tem alguma receita de pão português? aquele de azeite?

Leo disse...

Oi Samira, tudo bem? A Bia tá trabalhando, por isso estou respondendo sua pergunta. Lá onde ela trabalha, o chef serve uma picanha com 3 tutus de feijão de cores diferentes, um risoto de coco, vinagrete e um tempurá de banana. é uma delícia. um tutu ja acompanharia bem, com uma picanha...bjão e manda um abraço pro marido. quando vocês vêm por aqui de novo?