segunda-feira, 28 de julho de 2008

Carlota às avessas: camarão crocante com risoto de presunto de Parma.

Eu sei que a ordem natural das coisas seria ir ao restaurante, provar o famoso prato e depois tentar fazer a receita em casa, como no caso dos pratos inspirados no cardápio do Ruella. Mas eu e a Bia ainda não tivemos a oportunidade de ir ao badalado Carlota, da Chef Carla Pernambuco, nem de degustar o prato mais pedido no lugar.

Porém, a irmã da Bia nos presenteou com o livro “Carlota, Balaio de Sabores” e lá fui eu, tateando sob a orientação da própria criadora do prato, me aventurar a fazer o tal camarão. Ficamos na obrigação de ir até lá conhecer a Chef e provar a versão original para aperfeiçoar o prato. Os ingredientes estão exatamente como na receita dela. A descrição eu resumi um pouco, por questão de espaço. Créditos totais para Carla Pernambuco.

Rendimento: 6 porções
Nível: Médio



Camarões
24 camarões grandes sem casca (com a cauda)
farinha de trigo
óleo para fritar

Tempurá de leite de coco
1 xíc. de amido de milho (maizena)
¾ de xíc. de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó
5 colheres de sopa de vinagre de arroz
500 ml de leite de coco
sal

Misture bem todos os ingredientes e reserve.

Recheio
1 maçã verde sem casca e sem miolo
2 dentes de alho
500g de filés de linguado
1 colher se sopa de coentro picado
1 ½ colher de sopa de molho de peixe
sal
pimenta-do-reino moída na hora

No processador, bater tudo e depois finalizar com o coentro. Acerte o sal e a pimenta. Fazer um corte fundo nas costas de cada camarão e, com uma colher de chá, preencher com o recheio, firmando bem para que não solte ao fritar. Gelar. Na hora de servir, passar os camarões na farinha de trigo, depois mergulhar na massa de tempurá e fritar em óleo bem quente.

Risoto
350g de arroz Carnaroli
4 colheres de sopa de azeite
1 cebola pequena bem picada
1 ½ xíc. de vinho branco seco
1 ½ litro de caldo de frango aquecido
4 colheres de sopa de presunto de Parma picado
200g de parmesão ralado
100g de manteiga sem sal
sal
pimenta-do-reino moída na hora.

Refogue a cebola, no azeite sem deixar dourar. Junte o arroz e refogue por cerca de 2 minutos. Acrescente o vinho branco e reduza o líquido. Aí é ir acrescentando o caldo de galinha, uma concha por vez e deixar reduzir, repetidamente, mexendo sempre. Quando estiver "al dente", acrescentar o presunto de Parma, a manteiga e o queijo ralado, mexendo bem para que fique cremoso. Servir com os camarões imediatamente.

Obs: Adaptei a receita para duas pessoas e o prato ficou MUITO bom.
Obs1: usei arroz arbóreo e molho de ostra, por falta dos ingredientes exatos.
Obs2: coloquei umas duas fatias de Parma no microondas por uns 2 minutos, deixei esfriar e quebrei quase em farelos. Salpiquei os pedaços por cima do risoto na hora de servir, dando ainda mais crocância ao prato.
Obs3: os camarões graúdos eu compei no mercadão, no box do S. Renato. Vale a pena ir lá só pela simpatia dele.

10 comentários:

Mesa pra 1 disse...

Qto q tu pagou o kilo do camarão?

Leo disse...

Veio, 40 reais o kilo. Pelo tamanho, tava valendo demais. E o S. Renato é show, sempre faz um bem bolado pra você se dar bem, sem contar a simpatia. Recomendo.

Luciana Macêdo disse...

Quem resiste a esse prato? Simplesmente deliciosos.

Por aqui(Brasília) o camarão 10/12 (considerado grande) custa em torno de 65 reais com casca e limpo comprei por 70 reais, só gostando muito ou precisando com urgência.

Leo disse...

Luciana, imagine o que eu passo, sendo do Ceará, onde se compra camarões enormes por 20, 25 reais o kg. Mas, sendo aqui em Sampa, achei "justo". Detalhe, eles limparam na hora e ainda reservaram as cascas embaladas pro caso de querermos fazer um caldo.

Lingualguma disse...

Ai, ai...
Ainda espero uma receita onde me caiba...
:P

Leila disse...

HUm, parece ser muito bom!
bjs

Leo disse...

Leila, ficou muuuuuito bom. Como eu disse, preciso ainda ir lá no Carlota para espiar e melhorar ainda mais a nossa versão. Volte sempre.

A dona da cozinha disse...

olha, eu comi esse prato no Carlota, e só posso diazer uma coisa..inesquecível!!
e tá bem parecido aí!
b-jocas,paula

Marcus Vinicius disse...

Trabalhei no carlota (Leblon) no ano de 2003... realmente esse prato juntamente com o suflê de goiabada, foram sempre o carro chefe do restaurante. Vale a pena fazer em casa. Além de simples, irá surpreender seus convidados.

Doug&Bela disse...

Olá, qual foi o tipo de fermento em pó que foi utilizado? o preparo do tempurá de leite de coco deve descansar em geladeira antes de fritar?